Esmalte Vefic Premium V126

Oi gente linda! Tudo bem com vocês?

Ando monocromática, já perceberam? Aliás, eu costumo dizer que sou uma pessoa monocromática, o que não é totalmente verdade porque não uso só uma única cor. O que acontece é que não sou fã e não gosto de misturar várias cores, estampas, listras, coloridos em geral. Sou mais de calça jeans e camiseta branca, sabe?!
Quando o assunto são minhas unhas, tenho tendência a usar determinadas cores, normalmente sozinhas, ou carimbadas/decoradas com cores complementares ou neutras. Aff, uma monotonia só.
Estou falando tudo isso porque, nessa minha empreitada em mostrar todos os esmaltes que eu já usei, percebi que quase todos vidrinhos que eu comprei  ultimamente para experimentar são vermelhos ou vinhos. Está sendo uma dificuldade imensa variar as cores nas postagens. Me perdoam?

Justificativas feitas, vamos ao post. Hoje vou mostrar um esmalte que ansiava muito em usar, desde que foi lançado. É o Vefic Premium Toxic Free na cor V126.

Esmalte Vefic Premium V126

Esmalte Vefic Premium V126

Esmalte Vefic Premium V126

O V126 (eu quero nome nos esmaltes, please) é um vinho cremoso com bastante rosa, aquele tom chic e que combina com tudo e todas, que a gente adora. Usei duas camadas para cobrir as unhas, não deu bolinhas e secou rápida. Fácil de limpar os cantinhos. Achei, depois que vi as fotos, que a esmaltação ficou um pouco manchada.
Apliquei uma camada de top coat para realçar o brilho.


Esmalte Vefic Premium V126

Esmalte Vefic Premium V126

O vidrinho é redondão e a tampa longa, com pincel flat, bem legal para esmaltar. Rotulagem satisfatória, com todas as informações que nos interessam bem legíveis (menos pra mim que já estou ceguinha).
Quanto a alergia... Já quando abri o vidrinho senti o cheiro um pouco forte, porém não incomodou durante a esmaltação. Mas 48 horas depois o entorno das unhas começou a mostrar irritação, assim como o pescoço. Tirei tudo rapidinho e então não tive maiores problemas. Como ele é Toxic Free, sem os componentes Toluene, Dibutil Phthalate (DBP) e Formaldehyde, essa reação não era esperada e fiquei um pouco triste. Mas enfim, não é o primeiro a se comportar assim e tenho certeza de que não será o último. A minha sorte é que já conheço bem os sinais da alergia, me observo e vistorio o tempo todo à procura das reações e tomo as providências rápido.


Rótulo
Clica que aumenta


Esmalte Vefic Premium V126



Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz

Oi gente linda! Tudo bem com vocês?

Novembro chegou, parecia que nunca chegaria. Ando mais ansiosa e cansada do que nunca, outubro não foi um mês legal, por isso preciso urgente destas férias. Pra ontem! As coisas estão complicadas por aqui, é muita coisa pra preparar, providências a serem tomadas e eu nessa zonzeira.
Minha meta era terminar de postar as marcas de esmaltes que já usei até o final do mês passado. Não consegui. Mas acho que agora acabo, não é possível continuar nessa demora. 

Hoje a esmaltação é com um importado que me enganou direitinho, tive que esmaltar em duas ocasiões para finalmente me entender com ele. É o Sally Hansen Purple Pizzazz.

Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz

Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz

O Purple Pizzazz é um roxinho translúcido com flocos rosados. Na esmaltação das fotos acima usei quatro camadas, o que não gosto, e só assim consegui cobrir o branquinho das unhas, e ainda assim sem brilho. Fui dormir umas quatro horas depois de esmaltar e consegui uma horrorosa nail art de cobertor.
Isso foi no fim de setembro. No fim de outubro voltei ao esmalte, só que desta vez usando como cobertura sobre um esmalte preto.


Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz

Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz

Nessa esmaltação, usei como base uma camada do Hits Speciallità Vânia preto fosco, da coleção Guerra dos Sexos (aquela com dois vidrinhos e uma tampa com dois lados). A seguir apliquei duas camadas do Sally Hansen Purple Pizzazz. Desta vez a secagem foi rápida e tranquila.


Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz

Pra dar este brilho espelhado, uma camada do Impala Verniz Extra Brilho.
Fiquei tão encantada co essa esmaltação que estou com vontade de repeti-la em breve. Deixei três dias nas duas vezes em que usei, não tive alergia.
Comprei este esmalte pela internet, e lá não tinha informação nenhuma quanto ao tipo de acabamento. E pessoalmente eu também não tinha percebido que ele era tão translúcido. O vidrinho é bem bonito, a tampa cromada é chic e o pincel flat é bem legal.


Rótulo

Não consegui ver os componentes da fórmula já que o distribuidor daqui do Brasil (ou o revendedor, sei lá) colou um adesivo com propriedades e modo de usar, entre outras informações, sobre a relação. Mas como em minhas pesquisas li que os Sally Hansen são 3 Free usei sem medo, e também porque eu tenho e uso o Insta Dri top coat deles tranquilamente.


Esmalte Sally Hansen Purple Pizzazz